Minicurso: Introdução à Geografia das Finanças

Receberemos o geógrafo Wagner Nabarro para o minicurso Introdução à Geografia das Finanças, na segunda-feira, 6 de maio, às 18h30. O encontro será na sala IG214.

O ministrante Wagner é bacharel em Geografia pela Unicamp, mestre em Geografia Humana pela USP, onde atualmente desenvolve pesquisa de doutorado sob orientação do Prof. Fábio Contel. Foi professor substituto da Universidade Federal Fluminense (Campos dos Goytacazes) e atualmente é professor substituto da Universidade Estadual Paulista (Rio Claro). Também é membro do corpo editorial do Boletim Campineiro de Geografia e vice-coordenador de publicações da AGB-Campinas. É membro da Comissão Organizadora do 6º Seminário Internacional FinGeo — Geografia, Finanças e Desenvolvimento Desigual, que acontecerá na USP entre 15 e 17 de maio.

Objetivos do minicurso Buscaremos discutir as possibilidades de estudo das finanças pela Geografia, procurando atualizar o entendimento da economia a partir do campo de estudos geográfico. Abordaremos, para isso, algumas das tendências de estudo da geografia das finanças no mundo, analisando sob uma perspectiva crítica a organização do sistema capitalista atual. Apontaremos algumas possibilidades de estudo dos fenômenos relacionados às finanças no território brasileiro, enfatizando sua relação com a urbanização.

Ementa

  • O estudo das finanças na geografia e a “geografia das finanças”
  • A “financeirização” e suas possíveis abordagens
  • Os centros financeiros e a divisão do trabalho financeiro
  • Finanças, técnica e informação no Brasil
  • As bolsas de valores e o mercado de capitais no Brasil
  • Creditização e consumo no Brasil atual

Bibliografia sugerida

ALVES, Caio Z. J. A formação do complexo corporativo metropolitano de São Paulo baseado na distribuição das sedes dos bancos de investimento (1966-2013). GEOUSP: espaço e tempo, v. 22, p. 096-114, 2018.

CHRISTOPHERS, Brett. The limits to financialization. Dialogues in Human Geography, v. 5 (2), 2015.

CHESNAIS, François. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CONTEL, Fabio B. Território e finanças: técnicas, normas e topologias bancárias. São Paulo: Annablume, 2011.

_____. As finanças e o espaço geográfico: contribuições centrais da geografia francesa e da geografia brasileira. Revista Brasileira de Geografia, v. 61, p. 59-78, 2016.

DICKEN, Peter. Mudança global: mapeando as novas fronteiras da economia mundial. São Paulo: Bookman, 2010.

DIAS, Leila. Finanças, política e território. Caderno CRH, n. 22. Salvador, 2009.

GUERIM, Thiago Gonçalves Marques. Território e regionalismo bancário: topologia e estratégia geoeconômica do Banestes/ES. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo. São Paulo, 2017

HARVEY, David. O enigma do capital. São Paulo: Boitempo, 2015.

IAMONTI, Victor Zuliani. Automação bancária e formação socioespacial brasileira: o circuito espacial de produção de terminais de autoatendimento (ATMs). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2016.

LABASSE, Jean. L’espace financier. Paris: Armand Collin, 1974.

MARTIN, Ron. Money and the space economy. New York: John Wiley & Sons, 1999.

MARTIN, Ron; POLLARD, Jane (org.). Handbook on the Geography of Money and Finance. Edward Elgar Pub, 2017.

MEDEIROS, Dhiego. Financeirização do território e circuitos da economia urbana: agentes de crédito, técnicas e normas bancárias. Um exemplo em Alagoas. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2013.

NABARRO, Wagner. A Bloomberg e os círculos de informação financeira no território brasileiro. Monografia (Bacharelado em Geografia). Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2013.

_____. O Mercado de capitais no território brasileiro: ascensão da BM&FBovespa e centralidade financeira de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

PASTI, André; SILVA, Adriana Bernardes. O mercado de capitais e os círculos de informações financeiras no território brasileiro. Confins, v. 19, 2013.

PAULA, Carolina Gabriel. Bancos comunitários e moedas locais: uma definição geográfica. Revista Continentes (UFRRJ), n. 7, 2015.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

____. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. São Paulo: Record, 2000.

SILVA, Adriana Bernardes. A contemporaneidade de São Paulo: produção de informações e novo uso do território brasileiro. Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2001.

WARF, Barney. Telecommunications and the globalization of financial services. The professional geographer, v. 41, n. 3.

WÓJCIK, Dariusz. Geography of stock markets. Geography Compass, v. 3 (4), 2009.

INSCREVA-SE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *