I Exposição Tekoá Morotï: Território Guarani, de 18/09 a 31/10

Vem aí a imperdível Exposição Tekoá Morotï: Território Guarani, que visa estabelecer um diálogo entre os saberes indígena e não indígena por meio das dimensões da antropologia, a partir do cotidiano, da cosmologia, das tradições e das técnicas Guarani, da geografia e da biologia. Serão abordados os materiais de apoio didático elaborados, as representações artísticas e sistemáticas de vivências na aldeia e de elementos do espaço. Além disso, a presença dos Guarani como protagonistas da exposição é fundamental, na medida em que eles podem trazer seus próprios pontos de vista, sendo os interlocutores de sua história.

Colocar em pauta e discutir a questão indígena tem sido cada vez mais importante, na medida em que, historicamente, os direitos dessas populações vêm sofrendo constantes ataques que, vale lembrar, atualmente têm sido ainda mais intensos. Nesse sentido, a presença da temática indígena na exposição cultural de uma universidade pública como a Unicamp ajuda a reconhecer a importância tanto da presença indígena nesse espaço quanto dos debates que envolvem esse tema. Esta é, portanto, uma grande oportunidade para prestigiar e aprender mais sobre o povo Guarani e com o povo Guarani.

A exposição acontece no Instituto de Geociências da Unicamp e duas atividades marcarão sua inauguração:

Mesa-redonda “Povos Guarani: direitos socioterritoriais e contexto atual” – dia 17/09, às 19h

Mesa-redonda “Presença indígena nas universidade e o conhecimento tradicional” – dia 18/09, às 19h.

ambas com Sérgio Macena, Cláudio Benite e Antônio Macena, lideranças Guarani da TI Tekoá Moroti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *