Aula aberta com Rubén Matias sobre o Conselho Nacional Indígena do México: dia 07/11, às 19 horas

Receberemos Rubén Matias, historiador da Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM), onde atualmente faz o doutorado em estudos latino-americanos, e militante da Tejiendo Organización Revolucionaria (TOR), no dia 7 de novembro, quarta-feira, às 19 horas, na sala 212 do Instituto de Geociências.

A TOR é uma organização anticapitalista que trabalha, entre outros projetos, no acompanhamento e na construção da luta dos povos que integram o Congresso Nacional Indígena (CNI) e que publica a revista Palabras Pendientes com temas sobre o CNI e as lutas do povo mexicano.

A aula enfocará a construção de um panorama geral de alguns problemas que os povos indígenas do México que compõem o Congresso Nacional Indígena enfrentaram, bem como os mecanismos de luta política que eles desenvolveram nos últimos 20 anos. Tal panorama nos ajuda a refletir sobre as violências do processo de desapropriação e exploração do sistema capitalista e como isso afeta profundamente a vida das comunidades. Falaremos também de como as comunidades se organizaram para responder à violência, e como tais processos comunitários são vistos como espelhos que refletem a luta e a resistência.

Haverá exibição de vídeo com falas de um delegado do CNI e Marichuy (vocera e representante da Campanha para Presidência de 2017 no México) gravadas especialmente para a atividade. Os vídeos e a fala do Rubén serão em espanhol, mas com apoio e tranquilidade a gente entende. Estaremos abertos a fazer uma tradução simultânea caso o idioma seja uma barreira.

Havará a apresentação e distribuição de alguns exemplares da revista  Palabras Pendientes. A distribuição dos exemplares priorizará pessoas que possam ler e levar a revista a comunidades, bibliotecas públicas, assentamentos, partidos, ou outra forma coletiva de partilha.

A mediação será feita por Débora Lima, doutoranda em Geografia pela Unicamp, que estagiou no México entre 2016 e 2017 no Departamento de Desenvolvimento Rural da Universidad Autónoma Metropolitana-Xochimilco. Foi professora visitante no CEAD/UFOP e professora substituta no Departamento de Geografia da Unesp-Rio Claro. Tem experiência em pesquisa, ensino e extensão nos temas: relação campo-cidade, agricultura moderna,fronteira agrícola, desenvolvimento rural, políticas territoriais, questão agrária brasileira, questão agrária dos cerrados e amazônia e movimentos sociais do campo

Conheça a Tejiendo Organización Revolucionaria.

Leia a revista Palabras Pendientes.

INSCREVA-SE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *