Atividade Árvore da Vida: o olhar geográfico na educação básica a partir das trajetórias familiares

  • Deborah da Costa Fontenelle

Resumo

A sociedade não pode ser desvinculada do espaço em que vive e este, por consequência, só faz sentido se associado à sociedade que o criou. Como geógrafa me foi ensinado a ver o mundo desta maneira e agora, como professora, esforço-me para que meus alunos façam o mesmo. Entretanto, esta não é uma tarefa fácil. A sociedade atual, fruto do meio técnico-científico-informacional, se torna cada vez mais individualizada, e a escola, inserida neste contexto, segue a mesma lógica. No processo educacional, alunos e professores estão tão preocupados com provas e notas que o refletir, muitas vezes, fica em segundo plano. Neste sentido, o presente trabalho pretende apresentar e discutir uma experiência de atividade intitulada Árvore da Vida cujo objetivo é despertar o olhar geográfico dos alunos a partir de aspectos observados em suas próprias vidas. Através da construção da sua árvore genealógica e da descrição das trajetórias familiares, os estudantes são convidados a realizar um trabalho de investigação sobre suas próprias histórias, tendo as ferramentas da análise geográfica como suporte.

Publicado
2020-05-29
Seção
Dossiê Temático “Ensinar Geografia com a Diferença e com a Política”