As feiras e o e-commerce: relações de comércio e consumo a partir das TICs

  • Patrícia da Cruz Oliveira Unesp - Rio Claro

Resumo

Este trabalho traz como tema central as relações contemporâneas de trocas de mercadorias a partir das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), ou seja, do e-commerce. Seu objeto de estudo são as feiras virtuais, identificadas como plataformas virtuais em forma de sites em que são comercializados alimentos (e eventualmente outras mercadorias) que são típica e tradicionalmente encontrados nas feiras livres. Tem por objetivos contextualizar essa estratégia comercial, a partir da relação entre os espaços virtual e concreto, identificar feiras virtuais, bem como possíveis diferenças e similaridades, desafios e potencialidades das feiras livres e das feiras virtuais. A metodologia centrou-se na pesquisa bibliográfica e no levantamento de dados junto ao espaço virtual. Como resultados destacaram-se a relação distinta entre os dois tipos de feiras com o espaço e nas relações sociais; a semelhança da procedência e dos tipos de mercadorias; a potencialidade das feiras virtuais no aumento na produção e do consumo em escalas local e regional, a redução do desperdício de alimentos e o aumento da geração de renda para os produtores; e dentre os desafios das feiras livres destaca-se a sua prevalência frente às mudanças cada vez mais aceleradas do mundo contemporâneo, especialmente naqueles espaços tão marcados pela presença das TICs, como os grandes centros urbanos.

Publicado
2019-12-27
Seção
Artigos