O projeto conservador de águas em Extrema-MG: uma análise

  • Francisco Clailton Victor IFSULDEMINAS-Campus Inconfidentes
  • Daniel Brasil Melo IFSULDEMINAS-Campus Inconfidentes
  • Fernanda Aparecida Leonardi

Resumo

A degradação ambiental aumentou de forma significativa, e em paralelo uma crescente demanda por água surgiu para os diversos usos, nascendo assim a necessidade de repensar as políticas públicas, principalmente relacionadas aos instrumentos de gestão ambiental. O Programa Conservador das Águas, no município de Extrema, Minas Gerais é um exemplo de luta pelo meio ambiente, buscando além do apoio do poder público, a participação popular, através de uma conscientização sobre replantio, valorizando a terra. O caso de Extrema merece destaque por ser a primeira iniciativa municipal a realizar pagamentos para proprietários rurais em troca da garantia do fornecimento de serviços ambientais, buscando à melhoria dos recursos hídricos. O objetivo principal do artigo é analisar o Projeto Conservador das Águas, ou seja, a adesão e motivação, adequação às exigências, o pagamento por serviços ambientais e o funcionamento do mesmo. Esta análise foi realizada através de aplicação de questionário aos proprietários de terra que participam do Projeto, como forma de entender a motivação da adesão e como os mesmos o enxergam. Enfim, o Conservador das Águas mostra-se eficaz, pois a adesão se faz mais pela preocupação ambiental, apesar de não ser tão rentável economicamente para o proprietário de terras, sendo que a maior parte pretende renovar o contrato neste Projeto. O Projeto Conservador das Águas cumpre seu objetivo, pois consegue promover a adequação ambiental das propriedades rurais.

Publicado
2018-12-27
Seção
Artigos