Avaliação ambiental e morfométrica da bacia do rio Jundiaí-Mirim: diagnósticos e subsídios para gestão ambiental

  • Cesar de Oliveira Ferreira Silva Faculdade de Ciências Agronômicas - Botucatu - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Gerson Araujo de Medeiros Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Resumo

A água é fundamental para a preservação ambiental, manutenção da biodiversidade e bem-estar humano, tornando-se essencial ao desenvolvimento sustentável. Assim, a análise e planejamento do uso e ocupação da terra deve passar pela análise da disponibilidade e segurança hídrica, fazendo-se necessário utilizar como unidade espacial de estudo a bacia hidrográfica. O presente trabalho avaliou a morfometria e uso e ocupação da terra na bacia do Rio Jundiaí-Mirim, SP, e mais especificamente em sua área de preservação permanente (APP), utilizando técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto e visitas de campo que verificassem as análises espaciais. Verificou-se que a morfometria indica que a bacia tem potencial para produção de água, mostrando tendência à conservação e menor escoamento superficial e risco de enxurradas, porém há ocupação irregular em mais de 80% da APP e identificou-se impactos ambientais negativos que prejudicam a qualidade ambiental das APP. Faz-se necessário intervenções de gestão ambiental para que a potencialidade de produção de água da bacia seja concretizada.

Biografia do Autor

Cesar de Oliveira Ferreira Silva, Faculdade de Ciências Agronômicas - Botucatu - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Irrigação e Drenagem) pela Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” - UNESP, Engenheiro Ambiental pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” - UNESP.
Gerson Araujo de Medeiros, Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
Professor Assistente Doutor do Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” - UNESP desde 2011. Doutor, Mestre e Graduado em Engenharia Agrícola pela Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP. Brasil. Especialista em Engenharia Agrícola pela Universidade de Taubaté, UNITAU, Brasil.
Publicado
2018-05-12
Seção
Artigos