As lógicas espaciais do sistema bancário em articulação às dinâmicas de valorização fundiária no uso capitalista do espaço em Presidente Prudente e São José do Rio Preto (SP)

Juliana Santos de Oliveira, Bruno Pereira Reis

Resumo


Este trabalho tem como intuito analisar as articulações entre as lógicas espaciais do sistema bancário e as dinâmicas de valorização fundiária nas cidades de Presidente Prudente e São José do Rio Preto – SP nos anos de 2000 e 2010, avaliando suas repercussões na produção e uso do espaço urbano nestas cidades médias. A hipótese é de que há uma relação intrínseca entre a localização dos fixos bancários e as áreas de maior valorização fundiária nas duas cidades, reforçando processos de fragmentação e segregação socioespacial.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2236-3637