Controle do território por estrangeiros: elementos para compreender a estrangeirização da terra no Paraguai

Resumo

A estrangeirização da terra é um processo antigo e corresponde a apropriação das múltiplas dimensões do território pelo capital transnacional. Apesar de antigo, este processo tem recebido atenção da mídia e academia após a crise financeira de 2007/2008. Concomitantemente, Estados iniciaram pesquisas e promulgaram leis no sentido de barrar o referido processo. Deste modo, pautamos o nosso artigo em uma pergunta: por que a estrangeirização atual é diferente daquela do vivenciada no século XX e por que o processo intensificou? O Paraguai é um exemplo clássico, uma vez que é um processo que ocorre com grande intensidade desde o final do século XIX. Além disso, o Paraguai é o país mais desigual da América do Sul e com a maior concentração fundiária em escala mundial. A atual situação econômica, social e ambiental do Paraguai é resultado do processo de estrangeirização que o país é alvo desde o século XIX.

Biografia do Autor

Lorena Izá Pereira, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Estadual Paulista

Doutoranda em Geografia pela Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP).

Pesquisadora do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária (NERA)

Pesquisadora visitante do International Institute of Social Studies (ISS)

Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)

Publicado
2018-12-27
Seção
Artigos