O papel da redução narrativa no processo de valorização cultural e promoção turística do patrimônio de Ouro Preto (MG) e Salvador (BA)

  • Gabrielle Cifelli

Resumo

A patrimonialização das referências materiais e imateriais da cultura implica na atribuição de um valor diferencial a objetos, territórios e paisagens. A seleção redutora de um sistema de representações legitimadas pelos órgãos patrimoniais e difundidas pelos agentes de promoção turística vincula a imagem dos bens patrimonializados e dos territórios onde se situam a um ideário de singularidade e excepcionalidade. A inserção dos territórios patrimonializados no mercado cultural por meio do turismo reforça a relevância da relação entre materialidade e representação e influencia na dinâmica de usos do patrimônio nos centros históricos de Ouro Preto e Salvador, considerados áreas de maior concentração de monumentos e conjuntos arquitetônicos, onde a atividade turística se evidencia de forma mais expressiva.
Publicado
2017-01-18