A cidade de poucos: condomínios fechados e a privatização do espaço público em Campinas

  • Lucas Melgaço Universidade de São Paulo e Universidade de Paris 1 - Panthéon Sorbonne

Resumo

O presente artigo discute a tendência de privatização do espaço e de produção de novas fragmentações intraurbanas através da criação dos chamados condomínios fechados. Nele são descritos diferentes tipos de enclausuramento urbano e é questionada a legalidade de alguns desses empreendimentos. O tênue limite entre legalidade e ilegalidade fica evidente através da apresentação de casos de fechamento de ruas em que loteamentos antes abertos são transformados em “loteamentos fechados” ou “cinturões de segurança”. A partir de observações em campo, mapas e fotografias da cidade de Campinas (SP) são discutidos os desdobramentos e as consequências que tais formas urbanas podem trazer para a coletividade.

Biografia do Autor

Lucas Melgaço, Universidade de São Paulo e Universidade de Paris 1 - Panthéon Sorbonne

Lucas Melgaço: bacharel e licenciado em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestre em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo (USP) e doutor em Geografia Humana em cotutela de tese entre a USP e a Universidade Paris 1 - Panthéon Sorbonne. Atualmente faz um pós-doutorado em parceria entre a Queen’s University, no Canadá e a Vrije Universiteit Brussel (VUB), na Bélgica. 

Publicado
2012-04-03
Seção
Artigos